Fome de quê?

Vai lá

Posted on: 01/02/2011

Conheçam o blog de meu amigo Coxa Branca, Marquinho Freitas!

MUSICA E FÉ,

Abraços

Anúncios


No último sábado, 27/11/10, reunimos 22 amigos para uma bela confraternização na casa do meu avô.


Foram 80 litros de chopp (entre pilsen, porter e rausch), 15 litros de água com gás, refrigerantes, amendoins, carnes diversas e pães.


A coisa foi de uma simplicidade numa tarde de amizade, bom papo e diversão.


Ali estavam diversas gerações de amigos dividindo suas experiências nesse ano de 2010…

Muita história, risadas e promessas para o ano vindouro.

Que sejam muitos esses encontros, até o fim de nossos dias!

Abraços aos meus amados amigos!

Ontem, 10/11/10, fomos ao estádio do Pacaembú assistir ao nosso Verdão despachar o Atlético Mineiro de volta para casa.

Como vocês devem saber, nossa equipe fez um belo serviço e a torcida se portou de forma educada e exemplar.

Enquanto assistiamos ao jogo, fiquei analisando a presença dos ambulantes vendendo coisas que não merecem ser chamadas de comida. Foi um desfile de pipocas frias, saquinhos minimos de amendoins, salgadinhos de procedência duvidosa e hot dogs que mais parecem cold dogs, que além de frios são mais secos que o deserto do Saara.

E as bebidas? Refrigerantes e cervejas sem álcool que além de quentes são horríveis.
Todos esses ítens custam individualmente R$ 4,00, que pela qualidade e quantidade não deveriam custar nem R$ 1,00.

Se teremos Copa do Mundo aqui, essa mediocridade alimentar deve ser banida de nossos estádios!

Queremos opções de qualidade com preços justos e que a cervejas sejam de verdade e estejam geladas.

Tenho dito!

CLIQUE AQUI e confira o que ele tem a dizer!

Nesse sábado minha esposa queria comer um bifão e como estávamos na Móoca, ela sugeriu que fossemos ao bar do Giba, que fica na rua Visconde de Laguna, 139, esquina com a rua Javari.

O Giba é um figura simpático que toca o bar, criado em 1964, junto com sua mulher, que é a responsável pelas delicias que saem da pequena cozinha.

O clima é bem caseiro, na maioria das vezes as mesas estão ocupadas por amigos e clientes antigos. Papos futebolísticos são freqüentes, muito pela proximidade com o estádio do Juventus como também pela presença de boleiros. Outro dia encontrei o Basílio, herói corinthiano, tomando umas cervejinhas no balcão.

As paredes são recheadas com fotos históricas do Juventus e do futebol paulista.

Voltando ao almoço, pedimos a generosa meia chuleta, isso mesmo, MEIA CHULETA com ervas, acompanhada de arroz, feijão e salada.

Me desculpem os fãs do Sujinho, mas a chuleta do Giba´s é infinitamente melhor, macia, temperada e saborosa do que a deles.

Vai lá provar!!!

Abraços

Ontem tivemos o grande prazer de participar da inauguração da nova loja e galeria COLETIVO AMOR DE MADRE.

Para abrir o espaço da galeria, uma exposição com fotos do livro “Karma Pop” do destemido Arthur Verissimo. Lançado há pouco tempo, o livro conta com cenas das viagens de Arthur pelos confins da India.

Além das fotos, tem uma instalação com posters de filmes de Bollywood dentro do que seria uma habitação suburbana daquele país.

Atravessamos a rua e fomos conhecer a loja.

Um espaço reservado a utensílios domésticos inusitados,…

objetos de decoração exclusivos e…

brinquedos para adultos.

São criações de artistas brasileiros e peças importadas.

Tenho que destacar uma iguaria servida durante o coquetel que me arrebatou, era um tipo de bolo com figo seco e castanhas. Pessoal, que negócio bom!!!.

Vai lá conhecer e comprar seus presentes de Natal.

Abraços.

Replicando o que foi enviado pelo Dimitri…


  • Nenhum

Categorias